Cripto DeFi

DeFi: A disrupção do sistema financeiro global

Enquanto o Bitcoin, como criptomoeda, tem como principal característica a transação direta entre as pessoas, sem intermediários, o DeFi visa reformular todo o sistema financeiro, sem a necessidade de um agente centralizador, por meio do Blockchain da Ethereum.

Investir agora
Fechado para novos investimentos
Conheça mais
01
Investimento destinado apenas para Investidores Qualificados
02
O fundo se inspira nas ideias do especialista André Franco, da Empiricus, que toca as séries Exponential Coins e Cripto Legacy
03
Aplicação mínima de R$ 100 e taxa de administração máxima de 1,5% ao ano
04
Diversificação de portfólio

Um dos setores de maior crescimento dentro do ecossistema das criptomoedas

O papel das instituições financeiras é intermediar as operações. Esse é um mercado que vale trilhões de dólares e os maiores beneficiados, ou seja, aqueles que mais lucram, são os próprios bancos.

Por consequência, é normal e até esperado que alguma solução seja criada para ir de encontro ao modelo existente. E, se estamos falando do futuro do sistema financeiro, não há como não pensar em um sistema de Finanças Descentralizadas, também conhecida como DeFi.

Se hoje você para e pensa que desejaria ter investido em Google, Apple, Amazon e Bitcoin desde o início e consegue enxergar como a internet mudou o comportamento das pessoas e dos negócios no mundo, saiba que você tem uma oportunidade que pode ser tão potencial quanto todas as citadas – e também com o mesmo nível de risco.

O sistema de Finanças Descentralizadas visa reformular todo o sistema financeiro, oferecendo alternativas como emissão de moedas estáveis, empréstimos, seguros, câmbio e muito mais, sem necessitar de um agente centralizador. E o crescimento exponencial já está acontecendo.