A maior novidade do mercado das criptomoedas é também A SUA maior vantagem como investidor.

O Bitcoin é só a ponta do iceberg na revolução cripto e possibilidade de grandes lucros.

A maior parte dos investidores brasileiros, ou seja, aqueles que não se enquadram na classificação de investidor qualificado pela CVM, não tinham acesso a mais do que 20% no investimento em Bitcoin e outras criptomoedas.

Esta realidade muda com o surgimento do primeiro ETF de Bitcoin na B3 – Bolsa de Valores do Brasil. Mas, para a Vitreo, você esperou tempo demais para ter acesso apenas ao Bitcoin e ao que todo mundo pode ter.

Na Vitreo, o cliente está sempre no centro de tudo. E, aqui, as soluções buscam sempre oferecer mais vantagem para você do que o que o mercado oferece.

Eu sou o Jojo, CIO da Vitreo.

Acredito que justamente por pensarmos e agirmos assim, em todo o tempo, atingimos a marca de R$ 10 bilhões sob custódia e 100 mil clientes em pouco mais de 2 anos.

O que trago nesta carta é muito mais do que uma oferta que nenhum outro player do mercado oferece para você.

É categoricamente elevar o nível do investidor pessoa física do Brasil. É elevar o seu nível de investidor.

Eu sei que isso é algo relevante e de muito valor.

E eu sei disso porque os clientes da Vitreo sabem disso. E porque inevitavelmente o mercado também sabe.

20210419-criptodefi-01.png

Fonte: Crédito no Brasil (14/04/21)

Quando a Vitreo lançou o primeiro fundo que investe em DeFi do mercado, apenas para investidores qualificados, já estudávamos como também levar a tese para todos os nossos clientes.

Este é o nosso maior desejo.

Levar para todos os investidores do país as melhores soluções, incluindo as que sempre foram restritas.

Estamos fazendo isso.

Não há em todo o mercado, hoje, um veículo mais vantajoso para você ter acesso ao que existe de mais quente no ecossistema das criptomoedas do que o fundo Bitcoin DeFi, que é composto por 80% em ETF de criptoativos (operação via swap) e 20% em ativos DeFi, a tese revolucionária e historicamente muito lucrativa das Finanças Descentralizadas.

Criptomoedas já viraram assunto de mesa de bar. A cada dia o tema se torna mais acessível ao grande público.

Mas nem sempre foi assim.

Há 10 anos, quem falava sobre criptomoedas era visto com estranheza, quiçá mal visto. Com desconfiança.

A lista de detratores é extensa.

Mas costumo dizer que, quando o assunto é investimentos, os maiores arrependidos de hoje quase sempre são os detratores de ontem. E tenho percebido isso ao longo dos mais de 25 anos que tenho de mercado.

Também já vi vários detratores mudarem de opinião e passarem não apenas a enxergar a importância dos criptoativos, como se transformarem em grandes investidores.

A grande questão é: quem não investiu, pela compreensível falta de conhecimento e cautela na época ou apenas por preconceito, deixou de ganhar um caminhão de dinheiro.

Está aqui a prova.

20210419-criptodefi-02.png

Fonte: Messari.io (15/04/21)

O gráfico representa a evolução do Bitcoin desde o dia 17 de julho de 2010 ao valor de US$ 0,0495, até o dia 15 de abril de 2021 ultrapassando a casa dos US$ 62,700 mil.

Em outras palavras, significa dizer que considerando a variação dos dois valores, um investimento de apenas R$ 100 virou cerca de R$ 6 milhões hoje.

Um investimento de R$ 1.000 virou R$ 60 milhões.

Não tem pegadinha. É um fato. Aconteceu.

E você vai ter uma noção ainda mais clara e real, agora.

Em 01 de janeiro de 2021, o Bitcoin valia US$ 29,393 mil. Como você já viu, no dia 15 de abril de 2021 ele ultrapassou os US$ 62,700 mil.

São mais de US$ 33,300 mil ou mais de 113% de valorização. Mais do que dobrar o valor em pouco mais de 4 meses.

E se você acha que esse número tende a parar por aí, tudo indica que não estamos nem perto. Ainda há muita possibilidade lucro.

Isso quer dizer que quanto mais rápido você estiver investido, mais chance terá de acumular retornos maiores que podem vir.

Nas projeções mais conservadoras, linha que o especialista em cripto da Empiricus André Franco prefere seguir, o Bitcoin atingiria os US$ 100 mil ainda em 2021.

Outros players relevantes do mercado global vão mais longe.

20210419-criptodefi-03.png

Fonte: cointelegraph.com

20210419-criptodefi-04.png

Fonte: Exame (17/11/20)

Este é o tipo de valorização dos ativos com altíssimo potencial de retorno assimétrico. Mas vale lembrar que esses investimentos também são os que carregam os maiores riscos, por isso devem ter um percentual pequeno do seu portfólio total.

E os resultados apresentados acima são brutos de impostos e não são garantia de retornos no futuro.

Essa informação precisa ficar muito clara entre a gente.

Os grandes investidores e instituições globais impulsionaram muito o investimento em Bitcoin nos últimos tempos. E isso fez com que muita gente se sentisse ainda mais segura em recuperar o tempo perdido e incluir a criptomoeda no portfólio.

Me refiro a instituições financeiras como Fidelity Investments, CME Group, One River Asset Management, Ruffer Investment, GrayScale, Black Rock, dentre tantas outras.

As universidades de Harvard, Yale e Stanford – as mais famosas e desejadas do mundo.

Duas das lendas em Hedge Fund, Paul Tudor Jones II e Ray Dalio.

O bilionário Elon Musk.

Empresas que estão diariamente na sua rotina como Facebook, PayPal, Visa e Square.

Bancos centrais que vão desde os EUA, passando pelo Brasil até a China, discutindo o desenvolvimento de suas próprias moedas digitais, sob a tecnologia do Blockchain.

E como eu disse antes, detratores que viraram grandes investidores, como é o caso do Michael Saylor, CEO da MicroStrategy, que usou o twitter, em 2013, para dizer que o Bitcoin estava com os dias contados, e em em 2020 fez um novo tweet anunciando a aquisição total de 38.250 bitcoins, atingindo o valor de US$425 milhões.

Para incluir todo mundo, a lista teria que ser muito longa. Você encontra uma série de informações como essas em diversos sites do segmento.

Acredito que os exemplos acima sejam mais do que suficientes para você entender o tamanho do que estamos falamos aqui.

Se ainda não forem, tenho certeza de que o que você vai descobrir agora vai ser.

20210419-criptodefi-05.png

Fonte: Visual Capitalist (12/04/21)

O Bitcoin é o ativo mais rápido a atingir um valor de mercado de US $ 1 trilhão.

20210419-criptodefi-06.png

Fonte: Visual Capitalist (12/04/21)

O infográfico traz um comparativo entre as maiores empresas de tecnologia do mundo e o Bitcoin no quesito tempo vs US$ 1 trilhão em capitalização de mercado.

Enquanto a Microsoft demorou 44 anos, a Apple 42, a Amazon e o Google 24 e 21 anos respectivamente, o Bitcoin precisou de apenas 12 anos para atingir o primeiro trilhão de dólares.

As conversas sobre quanto tempo o Bitcoin vai levar para atingir o próximo trilhão de dólares já começaram.

Quem se posicionar agora poderá ter mais uma chance de pegar o processo ”do zero ao trilhão de dólares” com o Bitcoin e aproveitar todo o upside de lucros que este movimento pode proporcionar. Mas claro que rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura.

É neste ativo que você pode investir. Basta querer.

Posso garantir que quem investe tá feliz e ganhando dinheiro.

20210419-criptodefi-07.png

Fonte: Vitreo/rentabilidades (15/04/21)

Os cotistas do fundo CriptoMoedas, aqui da Vitreo, acumulam um retorno de 561,82%, de 28 de fevereiro de 2020 até 15 de abril de 2021.

Se antes, por restrição da CVM, você não podia ter uma exposição de 100% em criptomoedas e não pôde atingir resultados como os mostrados acima, agora, com o Bitcoin DeFi, você pode.

E com um diferencial de alocação que nenhum outro investidor do mercado tem e que nenhum outro player do mercado oferece. E você vai ver com mais detalhes ainda nesta carta.

Mas antes, você vai entender como funciona os 80% do seu investimento em ETF de criptoativos, através do fundo Bitcoin DeFi.

O NCI (Nasdaq Crypto Index) é um índice desenvolvido pela corretora Hashdex e pela Bolsa americana Nasdaq. Como todo índice, ele replica todo o universo ao qual está inserido de forma ampla e dinâmica.

Neste caso, o índice replica o universo de criptoativos.

As criptomoedas que constituem o índice são: Bitcoin (majoritariamente), Ethereum, Litecoin, Chainlink, Bitcoin Cash e Stellar Lumens.

A Bolsa de Valores brasileira (B3) em breve disponibilizará o ETF (Exchange Traded Funds) HASH11 e qualquer investidor pode acessar o VTrade, o nosso Home Broker, e investir diretamente neste ETF, que replica o índice NCI, com os 6 criptoativos.

Se você chegou até aqui, agora é a hora de você se diferenciar do mercado.

Eu comecei esta carta dizendo que para a Vitreo você esperou tempo demais até poder ter acesso às criptomoedas de forma irrestrita.

E eu acredito fortemente que ter acesso apenas ao ETF, e que repito é o que qualquer outro investidor tem, é pouco.

Se você está elevando o seu nível de investidor, você merece ter um investimento com um nível elevado.

E isso só a Vitreo pode oferecer agora.

Chegou a hora de você conhecer os outros 20% que compõem o seu investimento e complementam os 80% que você já conheceu.

E já quero começar com uma imagem que vai levar você para o futuro do sistema financeiro global: as Finanças Descentralizadas, ou simplesmente DeFi.

20210419-criptodefi-08.png

Fonte: Visual Capitalist (13/06/20)

A linha do tempo começa em 2009, com a mineração do primeiro Bitcoin e chega aos dias de hoje, e além.

DeFi representa uma nova era global.

Assim como a internet chegou, anos atrás, e mudou a forma como os negócios e as pessoas se comportam, o mesmo tende a acontecer com todo o sistema financeiro.

Quando pensamos em um setor da economia resiliente a qualquer crise, é normal fazermos uma ligação direta ao segmento bancário, que apresenta crescimento e lucros recorde mesmo durante momentos de retração econômica.

O lucro dos bancos está na casa dos trilhões de dólares.

Mas por que esse modelo de negócio é tão rentável?

O papel dessas instituições financeiras é intermediar operações: em resumo, essas organizações tomam emprestado de quem tem, emprestam para quem não tem e cobram por essa intermediação, o chamado spread bancário, que mede a diferença entre o custo de captação e os juros de empréstimos.

Boa parte do spread é o próprio lucro dos bancos. E o Brasil está no top 2 da lista.

20210419-criptodefi-09.png

Fonte: Infomoney (12/05/19)

Infelizmente, os maiores prejudicados nessa história somos nós. Eu, você, seus amigos e familiares.

Os brasileiros.

Imagine que você tem R$1.000 sobrando e resolve guardar esse dinheiro em um local que ofereça rendimento.

Você, guiado pelo sistema tradicional, resolve colocar em um CDB de um banco pagando 115% do CDI ao ano – o que no ano de 2020 significou uma rentabilidade de 3,71% ao ano. O mesmo banco emprestaria para o “João”, que precisa de dinheiro, por uma taxa média de 6,08% AO MÊS para empréstimo pessoal e de em média 7,91% AO MÊS para cheque especial.

Percebe como você recebe pouco pelo seu dinheiro quando empresta para o banco, mas o "João” paga muito pelo empréstimo quando o banco empresta pra ele?

Esse é o spread bancário. Uma máquina de lucros para os bancos e de muitos custos (e às vezes dívidas) para você.

Por consequência, é normal e até esperado que alguma solução seja criada para ir de encontro ao modelo existente.

Uma maneira de eliminar esses intermediários, fazendo com que a remuneração daqueles que emprestam seja mais rentável, bem como a taxa de juros daqueles que tomam o empréstimo seja menor.

Obviamente, isso é o que se espera para o futuro do sistema financeiro.

E se estamos falando do futuro do sistema financeiro, não há como não pensar em um sistema de Finanças Descentralizadas, também conhecido como DeFi.

Enquanto o Bitcoin, como criptomoeda, tem como principal característica a transação direta entre as pessoas, sem intermediários, o DeFi visa reformular todo o sistema financeiro, oferecendo alternativas já conhecidas do sistema financeiro que você usa, como emissão de moedas estáveis, empréstimos, seguro, câmbio, e muitas outras soluções, mas sem a necessidade de um agente centralizador, através do Blockchain da Ethereum.

Agora imagine a mesma situação do empréstimo do “João” sendo feita pelas DeFi.

Você consegue emprestar os seus R$1.000 com um rendimento hipotético de 0.5% ao mês, e o “João” consegue pegar emprestado pelos mesmos 0.5% ao mês. Simplesmente porque não tem intermediador.

O que seria um sonho para todos nós já é uma realidade, tem nome e sobrenome.

DeFi. E o que antes estava disponível como fundo, de forma inédita no mercado, apenas para investidores qualificados, agora está acessível para você através do Bitcoin DeFi.

Assim como é o gráfico de evolução do Bitcoin, o crescimento exponencial e o potencial assimétrico dos ativos DeFi são altíssimos.

Os gráficos mostram como o valor total retido em protocolos DeFi só cresceu desde o início. Eles foram retirados do site DeFi Pulse, são brutos de impostos e vale lembrar que retornos passados não garantem retornos futuros.

Do dia 03 de agosto de 2017 até o dia 15 de abril de 2021, o valor total retido em protocolos saiu de US$ 4 para US$ 59,78 bilhões.

É isso mesmo. De 4 dólares para 59,78 bilhões de dólares. Em menos de 4 anos.

20210419-criptodefi-10.png

Apenas nos últimos 90 dias o valor retido em protocolos mais do que dobrou de valor.

Do dia 24 de janeiro de 2021 até o dia 15 de abril de 2021, a valorização foi de 146,61%.

20210419-criptodefi-11.png

Esse é um dos setores de maior crescimento dentro do ecossistema das criptomoedas e nomes de peso mundial já estão posicionados.

Aqui está o diferencial para o seu investimento. Em nenhum outro lugar você tem acesso aos ativos DeFi.

Ao decidir se expor, pelo mesmo fundo, a uma alocação de 80% ETF de Bitcoin e outras criptomoedas e os 20% em ativos DeFi, acredito ser a estratégia com o maior potencial de lucros do mercado dentro do ecossistema das criptomoedas.

Lembrando que retornos nunca podem ser garantidos.

Você sabe como o investimento institucional alavancou o Bitcoin nos últimos anos, valorizando o ativo e elevando o seu preço.

Tudo indica que o mesmo pode acontecer com as DeFi, e diferentemente do Bitcoin, você pode se posicionar e se expor aos possíveis lucros desde o início do movimento, através do nosso fundo.

Dentre os grandes já envolvidos com os investimentos em DeFi, estão a Bitwise e a Grayscale.

20210419-criptodefi-12.png

Fonte: CoinDesk (17/02/21)

20210419-criptodefi-13.png

Fonte: criptofácil (12/02/21)

Dos tokens que fazem parte da composição dos fundos dos principais players do mercado global, AAVE, UNI, SNX e YFI também compõem o seu investimento pelo Bitcoin DeFi.

Tokens são como as empresas em que você investe. Mas dentro do setor das Finanças Descentralizadas, são chamados de tokens.

Muita gente ainda não entende o próprio sistema financeiro no qual estamos inseridos (e não há demérito algum nisso, realmente não é algo fácil de entender).

Mas como já disse, o DeFi visa reformular todo o sistema financeiro tradicional, oferecendo alternativas já conhecidas, como emissão de moedas estáveis, empréstimos, seguro, câmbio, e muitas outras soluções.

Tudo sem a necessidade de um agente centralizador, buscando uma operação mais rápida, com disponibilidade 24 horas por dia, 7 dias por semana, através do Blockchain da Ethereum.

Ao investir no Bitcoin DeFi, você tem exposição a protocolos de exchanges, assets, protocolos de empréstimo, protocolos de derivativos, protocolo de liquidez, entre outros. Tudo como você tem no sistema financeiro tradicional.

Entrando agora no que está dando apenas os primeiros passos, você tem uma chance potencialmente semelhante ao que foi investir em Amazon, Google, Apple ou Bitcoin, desde o início.

E você sabe bem qual é o nível de valorização e rentabilidade que todos eles já entregaram até hoje.

Isso vai ficar ainda mais claro para você, agora, ao acompanhar a velocidade e o tamanho da valorização dos ativos DeFi, desde o início.

Todos estão apresentando números muito positivos. E todos os gráficos que vai ver agora foram retirados do site DeFi Pulse.

Vale lembrar que rentabilidade passada não garante rentabilidade futura e que os resultados que serão apresentados podem ser significativamente diferentes do fundo, para mais ou para menos.

Yearn Finance (YFI)

No dia 12 de fevereiro de 2020, o valor total retido era de US$ 54,31 mil. No dia 15 de abril de 2021, 14 meses depois, o valor retido ultrapassou os US$ 274 milhões.

20210419-criptodefi-14.png
AAVE

No dia 07 de janeiro de 2020, o valor total retido era de US$ 1,53 milhões. No dia 15 de abril de 2021, 15 meses depois, o valor retido ultrapassou os US$ 6 bilhões.

20210419-criptodefi-15.png
Uniswap (UNI)

No dia 02 de novembro de 2018, o valor total retido era de US$ 35,85 mil. No dia 15 de abril de 2021, 2 anos e 5 meses depois, o valor retido ultrapassou os US$ 6,43 bilhões.

20210419-criptodefi-16.png
Synthetix (SNX)

No dia 09 de agosto de 2019, o valor total retido era de US$ 26,19 milhões. No dia 15 de abril de 2021, 1 ano e 8 meses depois, o valor retido ultrapassou os US$ 2,57 bilhões.

20210419-criptodefi-17.png
Nexus Mutual (WNXM)

Sem dúvidas, uma das maiores valorizações.

No dia 23 de maio de 2019, o valor total retido era de apenas US$ 24. Isso mesmo, 24 dólares. No dia 15 de abril de 2021, quase 2 anos depois, o valor retido ultrapassou os US$ 408 milhões.

20210419-criptodefi-18.png
Dodo

No dia 10 de agosto de 2020, o valor total retido era de US$ 8,94 mil. No dia 15 de abril de 2021, 8 meses depois, o valor retido ultrapassou os US$ 66 milhões.

20210419-criptodefi-19.png

Apesar de todos os protocolos citados acima fazerem parte do fundo, vale lembrar que o resultado do fundo pode ser significativamente diferente, para mais ou para menos, e os valores nos gráficos não consideram impostos.

Lembra que o Bitcoin é o ativo mais rápido a atingir o valor de US$ 1 trilhão? Lembra também que eu disse que ainda que seja na projeção mais conservadora ele atingiria os US$ 100 mil ainda este ano e que agora o papo é “quanto tempo levará para o próximo trilhão”?

Muita gente hoje se arrepende por não ter investido no Bitcoin anos atrás.

Isso já passou. O tempo não volta.

Mas a chance que você tem em mãos, agora tem um potencial muito parecido. E você tem a vantagem de ter todo o conhecimento que as pessoas não tinham há 10 anos.

Hoje você também tem a vantagem de ter uma instituição séria e regulada como a Vitreo, em que uma equipe experiente de gestão trabalha única e exclusivamente para fazer o seu dinheiro render.

E sem que você tenha trabalho operacional algum.

Enquanto o Bitcoin, mesmo em franca ascensão, já atingiu US$ 1 trilhão de market cap, as DeFi ainda estão na casa dos US$ 59 bilhões. Os sites CoinMarketCap e DeFi Pulse podem comprovar.

Isso representa um upside gigantesco que você pode aproveitar, se decidir entrar agora.

E a única forma de você se expor a este investimento, com esta estratégia e alocação no Brasil, é pela Vitreo, através do Bitcoin DeFi.

É investimento do mais alto nível para o público geral.

Você já deve ter lido ou escutado de mim que a solução apresentada é algo inédito no Brasil algumas vezes.

Como profissional, isto é algo que me motiva e me orgulha em um nível inexplicável.

Além de estar altamente alinhada com o objetivo de mudar a sua relação com os investimentos, a Vitreo vem se especializando em proporcionar soluções pioneiras.

Aquelas que nunca foram vistas no Brasil.

Foi assim quando lançamos o fundo de cannabis, quando lançamos o fundo de criptomoedas, quando lançamos carteiras administradas e quando lançamos o fundo de urânio - só para citar alguns.

Entrar de cabeça nas Finanças Descentralizadas (DeFi) é mais um ineditismo.

E isto está totalmente conectado com a importância de você entrar no fundo agora. Enquanto não virou mainstream.

Se você entrar agora, poderá surfar toda a onda de lucros que pode acontecer quando o nível de consciência das DeFi for parecido com o que já acontece com o Bitcoin, se vier a acontecer.

É sobre esta possibilidade de lucros similar à do Bitcoin que estamos falando aqui – embora, mais uma vez, nada possa ser garantido.

Com uma diferença crucial. Não é ter Bitcoin ou DeFi. É ter os dois no mesmo investimento.

Qualquer carteira bem diversificada e que tem uma parte dedicada a correr mais risco para buscar ganhos assimétricos precisa ter este fundo.

E todo esse ineditismo ao trazer mais uma solução de investimento para você se deve a um trabalho de equipe intenso e muito rico.

O fundo Bitcoin DeFi se inspira nas recomendações e estratégias do especialista da Empiricus André Franco, que toca as séries Exponential Coins e Cripto Legacy.

E pelo que os nossos fundos de cripto vêm entregando, está claro que o André é um cara altamente gabaritado e dispensa qualquer apresentação.

Do lado de cá, o time de gestão da Vitreo recebe os relatórios como qualquer outro assinante e se junta para o processo que chamamos de dupla validação, e depois disso colocamos em prática o que desejamos.

Essa é uma das grandes vantagens de investir por meio dos nossos fundos.

Você tem sempre uma equipe ultra qualificada olhando para tudo o que acontece no mercado. A gestão ativa faz com que você não precise se preocupar e nem ser obrigado a acompanhar nada, apenas os gráficos de rentabilidade no seu app ou site.

Todo o restante fica com a gente.

Você tem aqui tudo o que precisa para investir bem, de forma simples e segura em um dos setores que acreditamos ter o maior potencial de maior crescimento dentro do ecossistema das criptomoedas.

E como sempre digo, a decisão é inteiramente sua.

Se você acredita na tese do Bitcoin e das criptomoedas, um novo mundo e potencialmente lucrativo está se abrindo para você agora.

Tudo que você precisa fazer é se beneficiar de tudo que ele pode proporcionar.

Assim como nos fundos de cripto, você terá a QR Capital como parceira da Vitreo nesta jornada.

Depois de tudo isso, será que ainda seria possível você ter mais notícia boa?

Sim. Sempre pode.

Para ter os times da QR Capital, Vitreo e o especialista de cripto da Empiricus, André Franco, trabalhando incansavelmente em prol do seu patrimônio, você só precisa de um aporte mínimo de R$1.000.

Simples assim, você clica no botão abaixo e escolhe o valor para começar e já começa a investir.

Quero investir no Bitcoin DeFi

É muito importante que você leia o regulamento do fundo antes de investir e lembre-se sempre de que retornos passados não garantem retornos futuros e que a aplicação em fundos de investimento não conta com a garantia do FGC, de qualquer mecanismo de seguros ou dos prestadores de serviço do fundo. E também note que quaisquer retornos trazidos neste comunicado são brutos de impostos.

Como o ETF está com previsão de lançamento na B3 no dia 22/04/21, até o lançamento o dinheiro ficará investido no Ibovespa.

Ao investir no Bitcoin DeFi você paga uma taxa de administração total de 0,05% ao ano, + taxas dos fundos investidos.

E você não pagará nada a mais se o fundo bater na lua em rentabilidade.

Aqui você não paga taxa de performance.

Sinceramente, não é todo dia que se vê oportunidades assim, com tamanho custo x benefício.

Você está diante de uma solução de investimento duplamente privilegiada: i) por ter 100% de exposição ao melhor dos mundos no ecossistema das criptomoedas; ii) o Bitcoin DeFi é a única maneira dentro do território nacional que você tem para se expor a este investimento.

Por ser enquadrado como FIM, fundo de investimento multimercado, o tratamento tributário do fundo será de renda fixa longo prazo (IR regressivo de 22,5% a 15%, sujeito ao come-cotas semestral).

Você sabe que está sempre no centro de toda e qualquer ação que a Vitreo faz, por isso, ao investir, você não apenas tem um fundo de gestão ativa tocado por uma equipe altamente capacitada.

Sendo cliente Vitreo, você recebe diversas comunicações periódicas, informativas e de prestação de contas, sobre o(os) fundo(os) que você tem aqui.

A newsletter diária Transparência Radical, Lives de plantão de dúvidas e um vídeo de rentabilidade mensal dos fundos são só algumas delas.

Dito tudo isso, você está mais do que pronto para participar da transformação do sistema financeiro global e tem a chance de buscar os lucros que o Bitcoin e outras criptomoedas e os ativos DeFi podem te dar.

Foi um grande prazer trazer mais uma solução de investimento inédita no Brasil para você.

Para mim, o melhor momento para você se expor às criptomoedas foi ontem. O segundo melhor momento é hoje e agora.

Clique no botão abaixo carimbe em seu portfólio o que pode ser uma das melhores decisões de investimentos que você já fez.

Como sempre destaco: sempre leia o regulamento do fundo antes de investir e a aplicação em fundos de investimento não conta com a garantia do FGC, de qualquer mecanismo de seguros ou dos prestadores de serviço do fundo.

Um grande abraço,

Jojo